Porque Correr?


A corrida sempre foi utilizada em diversas situações durante a história da humanidade. Por exemplo, se nos assustássemos, correríamos: isso se nossas pernas permitissem, ou então, pelo menos pensaríamos em fugir. Diante destes e outras situações, podemos imaginar que a corrida sempre terá muitas finalidades e uma delas, sempre se encaixará com você.
Mas a corrida nem sempre se reduz a simplesmente fugir.
Será que um dos motivos que nos aproxima de uma prática de corrida seria a possibilidade de fazermos uma corrida fácil, corrida alegre, corrida descontraída? É isso que nos aproxima dela? Ou será que ela nos permite subjetivamente a condição de sobre vida? Será que, por fim, ela pode ser utilizada com a finalidade terapêutica? Poderia ser utilizada com a finalidade de emagrecimento, para acalmar ou a de ocupar o tempo, então ela se tornaria uma aliada imprescindível de toda a humanidade.

Instintivamente a humanidade já se utiliza da corrida com essa finalidade
Mas, é por conta destas e outras motivações que lhes faço uma pergunta: por que correr? Se existem tantos gordinhos corredores e isso não cabe somente a quem vejo; todos nos estamos sujeitos a amargar algumas gordurinhas e se não mudarmos radicalmente a nossa rotina, seremos também gordinhos.
Então, fica-nos a suposição de que somos todos muito rápidos, apesar de gordinhos? “Não ficamos também com toda esta fama”. Só pra variar, ainda temos muitos gordinhos que não correm rápido, mas e se o corredor é gordinho e não é rápido, então para que correr?

Ai vai:
Quando corremos, permitimos o início de um emaranhado de situações em nosso metabolismo, que nos conduz a situações de conforto, apesar de gordinhos e apesar de não estarmos tão velozes assim, isso por enquanto. Se estas melhoras apresentadas ao nosso metabolismo nos são creditadas e passamos a distanciar de nossos principais inimigos para a saúde, então, a corrida vale a pena, mesmo que não cause o que pretendemos, em primeira mão.

Mas, como podemos emagrecer e nos tornarmos, talvez mais felizes?
Emagrecimento é uma condição possível ao nosso organismo e que só será efetiva se mudarmos nossos ritmos de vida. Estou falando de dois fortes aliados: Estresse e Alimentação. Como estes dois primos são muito bem relacionados, e de passagem, eles não vivem separadamente, então ficamos nós, o subconsciente e nossa necessidade real alimentar, a ver navios, a cada vez que comemos, comemos e comemos, ou então, tensos, em todas as horas que couberem no dia.
Já que estou falando de corrida, pensemos no porque da necessidade de se emagrecer. Ainda é cedo para medirmos todos os efeitos nocivos de se correr, por muito tempo, e ainda gordinhos, então, o que vale é nos empenharmos numa mudança de hábitos de vida que proporcione diminuição do estresse e consequentemente, da ilusória necessidade de se alimentar exageradamente.
Já que a corrida cuida de eliminar grande quantidade de energia, resta-nos saber se disponibilizamos calorias na forma de glicogênio ou se são gorduras na sua predominância. Alguns dentre nós se ilude em gastar muita energia e cansar e suar muito. Fácil assim. Gastamos energia e pronto, estamos prontos para aquele churrasco, aquela bel macarronada, aquela pizza, enfim, fica fácil correr a todos. Um canal de televisão lançou em um de seus programas de TV, na forma de desafios, a alguns artistas, a incumbência de emagrecer a qualquer custo. Tudo muito mensurado, dirigido por profissional do esporte, porém, a intensidade do exercício é tão alta que cá entre nós, duvido que os efeitos sejam muito saudáveis. Bom, é só para ilustrar, no bom estilo televisivo, mas ainda não inventaram uma fórmula mágica para emagrecimento e ainda vai faltar muito para isso. Por enquanto, vamos realizar uma forma de equilíbrio que nos sustente dentro de nossas emoções, aflições e exercícios bem praticados.
Para tanto, você tem como aliados, alguns critérios a seguir: Passar por um Clínico Geral, Por um Cardiologista, por um Nutricionista e por um profissional do esporte, habilitados para condicionamento físico e qualidade de vida. Ter uma carga enorme de boa vontade e determinação.

Simples não é?
Bom, a “matemática” de débito crédito serve para a sua aplicação financeira e principalmente para o controle do seu estado corporal.

Contas simples:
Se seu investimento financeiro contempla depósitos e correções monetárias regulares, o fato será consumado: você terá superávit.
Se seu corpo recebe alimentos em proporção exagerada, inversamente a sua rotina de treinos, então, você terá excesso de gordura estocada em seu corpo, ou um superávit.
Em se tratando de uma análise de nossa condição corporal, podemos ter duas situações para superávit: A anterior se refere a excesso alimentar e outra que é uma combinação entre abstinência alimentar e estresse, que permitirá a manutenção dos níveis de gordura estocados.

Então...
Pense para comer. Pense para correr e bons treinos.

Um comentário: